Graduação

Cursos de graduação em EB

A graduação em Engenharia Biomédica no Brasil

Academicamente, a Engenharia Biomédica foi incluída no currículo universitário como uma área maior de estudo em 1921, pelo Oswalt Institute for Physics in Medi-cine, em Frankfurt, na Alemanha, conhecido hoje, como o Instituto Max Planck de Biofísica (SCHWAN, 1984). Nos EUA a graduação em Engenharia Biomédica surgiu em 1965 na Universidade de Illinois, sendo que atualmente uma centena de cursos é oferecida no país.

A Engenharia Biomédica nos EUA, quando comparada às demais engenharias, é a que apresenta maior taxa de crescimento, com salário médio inicial de US$60.000,00/anual. No México, país precursor desta carreira na América Latina, as Universidades Autónoma Metropolitana Iztapalapa e a Ibero-Americana oferecem este curso desde 1975. Na Argentina o primeiro curso de graduação surgiu em 1978 oferecido pela Universidade Nacional de Tucumán. Em 1985, foi a vez da Universidade Nacional de Entre Rios (UNER), seguida em 1992, pela Universidade Nacional de San Juan. Mais recentemente outras Universidades também iniciaram cursos de graduação tais como, Universidade Favaloro e a Nacional de Córdoba.

A graduação em Engenharia Biomédica foi estabelecida no Brasil em 2001, pela UNIVAP, que formou sua primeira turma em 2005, sendo seguida pela Universidade Federal de Pernambuco e pela Universidade Federal de Uberlândia. Em 2007 o curso foi regulamentado pelo sistema CONFEA/CREA de maneira que este profissional pudesse exercer suas habilidades profissionais junto aos hospitais, universidades, institutos de pesquisa, empresas médicas entre outros. Atualmente várias instituições de Ensino Superior oferecem o curso de graduação em Engenharia Biomédica, em todo o país.

É inegável a importância da área de Engenharia Biomédica para o desenvolvimento de Tecnologia em Saúde no país. Ela visa atender a enorme demanda da rede hospitalar pública e privada, indústria médico hospitalar, centros de pesquisa, etc. Em se tratando de equipamentos médicos, a balança comercial é altamente desfavorável para o Brasil. Em 2014, segundo a ABIMO, foram importados 4,5 bilhões de reais e exportados 775 milhões de reais, o que corresponde a um déficit de 83% na balança comercial, além do que, torna o país altamente dependente de tecnologia externa. (Fonte: Boletim da SBEB – Edição 1, 2015).

Conheça os cursos de graduação em Engenharia Biomédica no Brasil

Fonte: http://emec.mec.gov.br/ 

Informações adicionais sobre os cursos, tais como avaliações, etc podem ser encontradas no  portal do MEC.


Instituição (IES CAPES)Nome da instituição (Código do curso CAPES)Webpage do curso
UNISINOS (14)UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS (1349098)

EB-UNISINOS

UFU (17)UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA (94163)

EB-UFU

UFSJ (107)UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI (1276564)
INATEL (126)INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES (1029350)

EB-INATEL

UNIVAP (275) UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBA (49940)

EB-UNIVAP

UNIFRA (426)CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANSCISCANO (1132766)

EB-UNIFRA

PUCSP (546)PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO (119846)

EB-PUCSP

UFPA (569)UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ (1191473)

EB-UFPA

UFRN (570)UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (1154794)

EB-UFRN

UFPE (580)UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO (58856)

EB-UFPE

UNIFESP (591)UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO (1313323)

EB-UNIFESP

FAM (1294) FACULDADE DAS AMÉRICAS (1304135)

EB-UNIFAM-1294

FAM (1310) FACULDADE DE AMERICANA (1349369)

EB-UNIFAM-1310

UCL (1409)FACULDADE DO CENTRO LESTE (1164437)

EB-UCL

FUMEC (1557) UNIVERSIDADE FUMEC (1164631)

EB-FUMEC

FACVEST (3840)CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVEST (1375321)

EB-FACVEST

UFABC (4925)UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (1101985)

EB-UFABC

FUNORTE (5592) FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS (106822)

EB-FUNORTE

Católica em Joinvile (17138) CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILE (1364642)